Prefeito é morto após agredir vereador com chicote

O prefeito da cidade de Naque, no interior de Minas Gerais, Hélio Pinto de Carvalho (PSDB), de 55 anos, foi morto a tiros na manhã deste sábado. O responsável pelos disparos foi Marcos Alves de Lima (PSDC), vereador do mesmo município.

De acordo com a Polícia Militar de Minas Gerais, o prefeito e o vereador brigaram por conta de uma cerca. Marcos Alves de Lima tem uma propriedade ao lado de um área da prefeitura e estaria tentando cercar o lote.

Durante a discussão o tucano teria agredido o vereador com um chicote. Depois o parlamentar sacou uma arma e atirou seis vezes contra Hélio Pinto de Carvalho, conhecido como Hélio da Fazendinha . O prefeito, que foi baleado no tórax e nas pernas, chegou a ser socorrido e encaminhado para um hospital local, mas não resistiu.

O vereador tentou fugir, mas foi preso em Governador Valadares, no Rio Doce. Ele disse aos militares que atirou para se defender. Testemunhas relatam que os políticos já tinham um desentendimento anterior.

A Polícia Civil informou que vai investigar o caso e que o suspeito está na delegacia de Governador Valadares para prestar depoimento. Testemunhas também serão ouvidas.

O crime chocou a cidade que, segundo o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tem cerca de 6,9 mil habitantes.

O governador Romeu Zema soltou uma nota sobre a morte do prefeito:

“O governador Romeu Zema lamenta profundamente o crime ocorrido hoje na cidade de Naque, no Vale do Aço, que resultou na morte do prefeito Hélio da Fazendinha. O governador se solidariza com familiares, amigos e com os moradores de Naque e determinou às forças de segurança empenho na rápida elucidação do crime”.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *