Corinthians segura pressão no Maracanã, empata com Fluminense e vai às semifinais da Sul-Americana pela 1ª vez.

Mesmo com a festa da torcida do Fluminense , que compareceu em peso ao Maracanã, o Corinthians não se intimidou. Com 57.703 mil pessoas no estádio, o time paulista segurou os donos da casa com um empate em 1 a 1 e garantiu pela primeira vez na história da Copa Sul-Americana uma vaga nas semifinais.

Oswaldo de Oliveira no Japão© Getty Images Oswaldo de Oliveira no Japão

Os gols da partida foram marcados por Pedrinho e Pablo Dyego.

Na partida de ida, o duelo ficou empatado sem gols na Arena de Itaquera. 

O adversário na semifinal da competição será o Independiente De Valle, do Equador. As datas dos jogos ainda serão definidas entre 18 e 26 de setembro.

Fernando Diniz no comando do Fluminense© Getty Images Fernando Diniz no comando do Fluminense

Na estreia do técnico Oswaldo de Oliveira, que substituiu o demitido Fernando Diniz, a torcida tricolor fez uma linda festa com luzes coloridas e fumaça para recepcionar o time antes de a bola rolar. O barulho feito nas arquibancadas pelos presentes era ensurdecedor.


 

O técnico André Jardine, da seleção olímpica, esteve nas tribunas para ver a partida. Além dos jogadores abaixo dos 23 anos chamados para amistosos, o técnico disse com exclusividade ao ESPN.com.br que foi observar os possíveis selecionáveis por Tite.

Mesmo com mudança de treinador, o Flu mantinha um jogo de posse de bola e tentando construir as jogadas de ataque a partir do goleiro Muriel.

O primeiro carrinho no atacante Pedrinho foi comemorado.

A primeira chance do jogo foi do Fluminense. Aos minutos, Nenê chutou com força de pés esquerdo para canto esquerdo de Cássio, que voou para mandar a bola para escanteio.

Aos 21, Love recebeu passe dentro da área e chutou de primeira, mas Muriel fez linda defesa.

O Fluminense levou perigo ao gol de Cássio aos 37.

Antes do apito final, Muriel errou na saída de bola e o passe foi para Mateus Vital, que limpou a marcação e chutou, mas o goleiro defendeu com o corpo.

No segundo tempo, o Fluminense voltou empolgado. Aos três minutos, Allan chutou de fora da área, mas Cássio defendeu. O lance acendeu a torcida, que passou a empurrar o time.

Aos nove, porém, veio um balde de água fria para a empolgação tricolor. Clayson correu pelo lado esquerdo e chutou prensado em Igor Julião, mas a bola sobrou para Pedrinho. O jovem finalizou de primeira no contrapé de Muriel para abrir o placar para o  Corinthians.

Festa dos corintianos no Maracanã! Mesmo assim, a torcida tricolor tentou empurrar a equipe para o ataque. Cássio salvou uma cobrança de falta de Nenê no ângulo esquerdo.

O Corinthians quase chegou ao segundo gol com Love, que aproveitou um rápido contra-ataque e finalizou no canto esquerdo de Muriel, que defendeu. Na sobra, Gabriel chutou, mas o goleiro defendeu em dois tempos.

Aos 35, Pedrinho sentiu dores e deu lugar para o meia Ramiro

Pouco depois, o Fluminense chegou ao empate. Nenê cobrou falta lateral na área, e Pablo Dyego desviou de cabeça para o fundo das redes. 

A partida ficou paralisada por quatro minutos para análise do VAR. A torcida vaiou muito e gritou vergonha antes de explodir de alegria com a confirmação do gol.

Depois disso, o Fluminense tentou de formas as pressionar o adversário em busca da virada. A torcida tricolor aplaudiu muito os jogadores quando o árbitro apontou para o meio de campo.

Agenda

O Fluminense volta a campo na segunda-feira (02/09) no Maracanã, às 20h (de Brasília), contra o Avaí, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No dia anterior, o Corinthians receberá o Atlético-MG na Arena de Itaquera, às 19h.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *