Prevenção e conscientização são aliados na luta contra o câncer de mama

Neste mês de Outubro, o Governo do Estado de São Paulo amplia suas ações para alertar as mulheres para a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Durante o Outubro Rosa, como é chamada a campanha mundial de conscientização, diversas unidades da Secretaria da Saúde montaram uma programação especial sobre o tema em todo o Estado.

O médico chefe do Serviço de Mastologia do Instituto do Câncer de São Paulo, José Roberto Filassi, afirma que o diagnóstico precoce favorece o tratamento, possibilitando métodos menos invasivos. “O câncer de mama é a multiplicação incontrolável de células anormais, podendo ter origem por alterações genéticas (adquiridas ou hereditárias) e boa parte dos diagnósticos tem evolução favorável se tratados em tempo adequado”, diz Filassi.

Mas mesmo quem não tem histórico familiar deve ficar atenta. A apresentadora de TV Sabrina Parlatore, por exemplo, não tinha casos da doença na família e aos 40 anos foi diagnosticada com câncer de mama, em 2015. Ela notou um nódulo e fez exames de rotina. Confirmado o diagnóstico, Sabrina foi submetida a uma cirurgia para a retirada do tumor (quadrantectomia – procedimento que retira o tumor e um pouco da mama em volta dele), além de 16 sessões de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia.

“São 60 mil novos casos de câncer de mama todos os anos no Brasil. Então é muito importante que a mulher esteja atenta. Muitas me procuram já diagnosticadas e o legal é que elas vêem em mim uma esperança, porque elas me vendo hoje tendo superado a doença, tendo superado o tratamento e estando super bem, isso é uma força muito grande para quem ainda vai enfrentar o tratamento”, conta a apresentadora.

Sabrina alerta também para a importância da prevenção. “É fundamental que a mulher faça seus exames de rotina. Tem sempre um exame adequado à faixa etária. A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda fazer a mamografia a partir dos 40 anos. E antes disso o ultrassom de mama também é muito recomendável porque é a melhor forma de prevenção”, lembra Sabrina. “Importante é não ficar se lamentando porque isso pode acontecer com qualquer pessoa. Focar na solução, visualizar o final do tratamento, você já bem, curada, porque o pensamento positivo num momento desse ajuda muito”, reforça a apresentadora.

Ações do Outubro Rosa

A rede estadual de Saúde conta com importantes hospitais considerados referência no diagnóstico e tratamento do câncer de mama, como o Pérola Byington e o Instituto do Câncer de São Paulo. No mês de outubro, eles estão oferecendo programações especiais de conscientização e prevenção da doença.

“As ações em celebração ao ‘Outubro Rosa’, tem como objetivo, principalmente, chamar a atenção sobre a importância da prevenção e detecção precoce do câncer de mama”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

No Pérola Byington, até 31 de outubro, haverá oficina de maquiagem e beleza, distribuição de kits de beleza, lenços e brindes. Durante o mês de conscientização, a Clínica Physioway e a estética Onodera destinarão parte da verba arrecadada em atendimentos de fisioterapia na saúde da mulher e massagens onopower ao Centro de Estudos e Pesquisa do Pérola.

Há também ações, como oferta ampliada de exames e palestras, em unidades de saúde da Grande São Paulo e do interior. Para saber mais sobre essas e outras ações pelo Outubro Rosa, acesse a página especial da Secretaria da Saúde.

Carreta “Mulheres de Peito”

Durante todo o ano, a Secretaria da Saúde oferece exames em regiões diversas do Estado por meio das carretas do Programa “Mulheres de Peito”, serviço-móvel que oferece mamografias gratuitas, sem necessidade de pedido médico, para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Neste momento, há carretas em São José dos Campos, Presidente Prudente, Bauru e Cotia.

As imagens captadas pelos mamógrafos são encaminhadas para o Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem (Sedi), serviço da Secretaria que emite laudos à distância, na capital paulista. Desde 2014, já foram realizadas 212 mil exames de mamografia.

“O exame salva vidas. A mamografia faz uma detecção precoce, o que não impede que o câncer apareça, mas a descoberta num estágio inicial impede que ele evolua”, explica a supervisora do Mulheres de Peito, Fabiana Angélica de Oliveira.

O programa também tem o telefone 0800 779 0000 para o agendamento de exames de mamografias. Nesse caso, o exame é feito num dos mais de 200 serviços de mamografia fixos, como AMEs, hospitais e clínica

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *