Polícia apreende carga de agrotóxico avaliada em R$ 9 milhões

Pelo menos seis toneladas de agrotóxico fabricado na China e comprado no Paraguai foram apreendidas nesta quinta-feira (31) em Dourados, a 233 km de Campo Grande. O contrabando foi interceptado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) na BR-163.

A carga, avaliada em pelo menos R$ 9 milhões, estava na carreta Volvo 2004 com placa de Sinop (MT), conduzida por Anderson Sieben, 39, morador em Juara, no interior do Mato Grosso.

Parado no posto da PRF na saída de Dourados para Campo Grande, Anderson apresentou a nota fiscal da carga lícita, emitida por uma empresa de farejo de Palotina (PR). Segundo o documento, o destino do farelo era Marcelândia (MT).

Quando os policiais encontraram os seis mil pacotes de agrotóxico embaixo dos fardos de farelo, Anderson confessou que pegou o contrabando em Mundo Novo (MS) para levar ao interior do Mato Grosso. Pelo serviço, receberia R$ 30 mil.

Outra carga – Esse é o segundo grande carregamento de agrotóxico chinês apreendido em Dourados nas últimas duas semanas. No dia 17, quatro toneladas, avaliadas em R$ 6 milhões, foram interceptadas pela PRF no mesmo local.

A carga daquele dia estava em uma carreta Scania vermelha com placa de Sorriso (MT), atrelada ao semirreboque com placa de Sinop (MT).

Adilson José Birck, 44, morador em Marechal Cândido Rondon (PR), disse que levava o agrotóxico para Sorriso, no interior mato-grossense. O caminhoneiro já tinha sido condenado por tráfico de drogas e cumprido pena de 2011 a 2015 em São Paulo.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *