Novembro Azul alerta para cuidados com a saúde do homem

Homem que se cuida não perde o melhor da vida. Com este slogan, a Secretaria da Saúde (SES) marca o Novembro Azul, mês dedicado a alertar sobre a importância da prevenção e diagnóstico do câncer de próstata. A novidade este ano é a expansão do foco: despertar os homens para a necessidade de cuidar de sua saúde de forma integral.

“Existem hábitos arraigados, uma cultura de que homens não cuidam da própria saúde e é preciso mudar isto. Estes hábitos arraigados levam a adoecimentos que poderiam ser evitados ou amenizados. Depressão, por exemplo, é comum, mas geralmente não falada, não tratada. Tudo é velado”, explica Carlos Antônio da Silva, coordenador da Saúde do Homem da SES.

Além de próstata, outros tipos de câncer acometem a população masculina, entre eles pulmão, garganta e esôfago, principalmente em função do fumo. Também as doenças cardiovasculares são muito comuns. “As tensões do cotidiano, o modo de vida, a falta de atividade física contribuem para os adoecimentos”, observa Silva. A população masculina, acrescenta, não está habituada sequer a verificar seus marcadores metabólicos como pressão, batimentos cardíacos e colesterol.

Ele manifesta ser fundamental esta mudança cultural, ao mesmo tempo em que é necessária a adoção de novos hábitos, como mais ingestão de água. “Tomar menos sucos, refrigerantes, bebidas alcoólicas”, diz. Também desenvolver atividades físicas, como caminhadas, ingerir menos açúcares e gorduras, e fazer atividades de lazer. “Estes são fatores importantes para alguém durar mais e com qualidade”.

O Novembro Azul, mês de atenção à saúde do homem, será marcado pela divulgação de um vídeo nas redes sociais, a partir desta sexta-feira (1º/11). Também será exposto um “varal” sobre os cuidados com a saúde do homem, durante o mês, no andar térreo do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na avenida Borges de Medeiros, 1.501, em Porto Alegre.

No dia 12/11, será exibido o documentário Silêncio dos Homens, que discute a masculinidade tóxica e aborda as dores, qualidades, omissões e processos de mudanças dos homens. Será apresentado em dois horários: das 9h às 11h e das 15h às 17h, no auditório do Caff, com debate a seguir. É aberto ao público.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *