Deputado cai em blitz da Lei Seca, mas recusa bafômetro e perde Habilitação

A noite de sábado terminou complicada para o deputado estadual Pedro Kemp (PT). Depois de uma festa, ele voltava para casa, no Bairro Carandá Bosque, quando caiu em blitz da Lei Seca, realizada pela polícia de trânsito.

Ao lado da esposa, ele parou, não aceitou passar pelo teste do bafômetro e acabou perdendo a CNH (Carteria Nacional de Habilitação). Pedro diz que saia de um aniversário quando foi abordado na operação. Como havia bebido “uma cerveja”, resolveu recusar o bafômetro, justifica.

Ele conta que estava a duas quadras de casa quando foi abordado pela operação montada na avenida Vitório Zeola, principal via do Carandá Bosque. “Eu estava em um aniversário, bebi uma cerveja e falei que não ia fazer o teste”, confirma Pedro Kemp. Na mesma noite, segundo dados do Bptran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), 12 pessoas se recusaram a passar pelo bafômetro na mesma avenida.

Segundo o próprio deputado, ele apenas usou de um direito garantido pela lei de trânsito, para se precaver, já que havia bebido uma cerveja. “Eu então tive minha carteira recolhida e meu veículo foi trazido pela minha esposa”, enfatizou.

O deputado diz estar tranquilo em relação ao fato. “O policial fez o trabalho dele”, destacou Kemp que assumiu os riscos de recusar o teste e também não recorreu à “carteirada” como deputado para escapar das penalidades.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *