Amplavisão: o Brasil não é um galinheiro

LIVRE! E DAÍ? Não houve tsunami, a Bolsa de Valores melhorou, a confiança no país aumentou, o desempregou diminuiu e os protestos da’ petezada’ acabaram. Agora inelegível, Lula tenta se manter na mídia a qualquer custo. Não é mais o mesmo; perdeu o discurso da ética e da honestidade. O partido enfraquecido sem nomes de peso. O exemplo de Campo Grande é apenas mais um da decadência petista. É isso aí!

LUIZ PONDÉ: “O PT quer te dar um presente de Natal para o Brasil: caos social que ajude a derrubar a economia e com isso aumentar as chances de ele voltar ao poder. Seu Papai Noel Lula afirmou: o projeto do PT é retomar o poder em nome da democracia. Coitada, a democracia é a famosa casa da mãe Joana: todo mundo mete a mão….Para o partido o país é um galinheiro; de vez em quando ele vem e mata um frango…”

IGREJAS Estariam realmente preocupadas com solução dos problemas que afligem a população brasileira ou simplesmente obcecadas em aumentar sua participação no atual contexto político? É a pergunta pessoal após observar o comportamento de lideranças políticas ligadas a vários segmentos religiosos. Só para os leitores da coluna: “há muita hipocrisia. Lembra o PT de antigamente.”

CRUZ CREDO! Aproveito para questionar essa malandra Teoria da Prosperidade que ancora muitas das novas igrejas que brotaram em cada esquina – como as farmácias e as lojas que vendem colchões. As fachadas delas lembram empreendimentos comerciais para atrair novos clientes rumo ao paraíso. Algumas inclusive excedem-se na aparência mas falta-lhes humildade.

VALE TUDO Há uma busca inebriante das pessoas pela felicidade e pelo sucesso. Todos os meios de comunicação falam disso dando receitas inclusive. Uma barbaridade. Neste contexto entram essas igrejas que prometem o fundo e o mundo. Um estelionato oceânico onde muitos afogam pelo equívoco de postura. Dinheiro garante felicidade?

JUSTIFICATIVAS Como ficar rico rápido apesar da intensa atividade política que não deixa tempo para outra ocupação profissional. João Alves disse que ganhou na loteria 221 vezes; Renan vendeu gado; Collor comprou e vendeu ouro e assim por diante. Milagres acontecem pra quem tem mandato como Geddel. Aqui no MS tem gente milionária. Parte ostenta, parte usa laranjas e vive falsamente de forma modesta.

CANDIDATOS Sem dinheiro para prosperar no comércio ou fundar uma igreja, não devem faltar candidatos para a vereança. Vocês não perdem por esperar. As surpresas devem ser maiores do que se possa imaginar. Figuras de tirar o chapéu. De vez em quando cruzo com alguns personagens no saguão da AL que estão a procura de deputados para serem seus padrinho$ ou fiadore$. É pra rir ou chorar.

FIM DE ANO Como dizia o saudoso locutor Fiori Gilioti: “O tempo passa…não adianta chorar…” Nesta época recomenda-se duas tarefas imprescindíveis: olhar para o espelho e olhar para o relógio. Esses dois elementos proporcionam oportunidades de ouro para a necessária reflexão sobre o nosso caminhar. Nossa imagem refletida no espelho é verdadeira; o relógio – assinala com precisão o seu tempo restante.

AVALIAÇÕES: Conversando com gente das diferentes classes e segmentos concluo: as opiniões pelas gestões de Marquinhos e Reinaldo são satisfatórias dentro do contexto econômico que o país vive. Salários em dia, obras de vulto e outros projetos importantes a curto e médio prazo compõem um cenário invejável perto daqueles vivenciados por outras Capitais e Estados. O melhor: as perspectivas para 2020 são ainda mais otimistas.

BOLSONARO Atravessa o sinal, fala muito e tem seus defeitos pessoais. Lula bebia muito em certas ocasiões. Certo? Mas no caso do presidente capitão há de se vergar: não houve um só caso de corrupção em seu Governo neste ano. A economia se recupera, obras são realizadas e o desemprego vai diminuindo ainda que lentamente. Não é por acaso que os economistas sérios do 1º Mundo estão acreditando no Brasil.

ACREDITAR no país é preciso. Não podemos entregar à futura geração um país despedaçado como se tivesse sucumbido e dividido após uma tenebrosa guerra. É preciso abrir as janelas dos nossos olhos para ver o país espetacular que temos e somos. Temos muito o que fazer – é claro – mas o potencial nosso é gigantesco.

FELIZ ANO NOVO – ACREDITAR É PRECISO!

 
Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *