Domingo violento nas rodovias de MS já contabiliza um morto e três feridos

Motoqueiro bateu na placa de sinalização e morreu em seguida, na manhã de hoje – Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Dois acidentes marcaram a manhã deste domingo nas rodovias que passam por Campo Grande – BR-060 e BR-262. Um motoqueiro morreu ao bater sua moto em uma placa de sinalização e outras três ficaram feridas em colisão entre dois carros de passeio. No primeiro caso, Joel Paísca, de 42 anos, foi encontrado caído no Anel Viário, entre o Indubrasil e a Capital, nas primeiras horas da manhã. Testemunhas declararam que passaram pelo local quando viram o corpo jogado no chão e acionaram os bombeiros. Em seguida, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi até o local e suspeita que ele tenha perdido o controle, ao fazer rotatória, e batido na sinalização. A vítima pilotava uma moto Honda CG 150.

O segundo caso aconteceu por volta de 12h30, na BR-060. Um veículo Gol guiado por R. S. L., de 55 anos, que seguia sentido Sidrolândia, invadiu a pista contrária e colidiu com um Corsa, que voltava para Campo Grande, segundo informou a PRF. Estavam no carro atingido M. F., de 57 anos, e seu filho W. F., de 26 anos, que dirigia no momento.

Com a colisão o veículo Corsa capotou e saiu da pista, enquanto o outro veículo girou na via e ficou com a frente totalmente destruída. Esposa de M. e mãe de W. foi até o local e contou à reportagem que a família vende ervas medicinais no centro da Capital e pai e filho estavam voltando da colheita. “Era para eu ir com eles, mas meu marido achou melhor que eu ficasse porque o lugar tem muito mato”, disse ela, que tem 57 anos.

A Sobrinha de R. disse que ele estava em Campo Grande para visitar a mãe, de 91 anos, que é hipertensa e passou mal. R., que trabalha em uma fazenda em Sidrolândia, almoçou e saiu para voltar para o trabalho.

Colisão aconteceu na BR-060, próximo à Campo Grande – Foto: Álvaro Rezende/ Correio do Estado

Conforme informações do Corpo de Bombeiros, que fez o resgate das vítimas, M. quebrou a perna e foi encaminhado à Santa Casa, mesmo lugar para onde foi R., que apesar de não ter ferimentos aparentes, foi regulado para a unidade para fazer exames devido a gravidade da colisão.  A PRF irá até o local para conversar com ele e entender o porquê dele ter invadido a pista contrária. Já W. também não tinha ferimentos e foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento da Vila Almeida.

Por: Correio do Estado *Colaboraram Izabela Jornada e Valdenir Rezende 

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *