Priorizando a saúde, deputado Antonio Vaz viabiliza quase R$ 1 milhão no combate ao coronavírus em MS

O presidente da Comissão Permanente da Saúde, deputado estadual Antonio Vaz (Republicanos), viabilizou quase R$ 1 milhão para o combate do coronavírus em Mato Grosso do Sul. O Estado já registrou 25 casos da doença e 53 são investigados pela Saúde. No mundo todo, mais de 22 mil pessoas morreram.

Cerca de 19 municípios de Mato Grosso do Sul receberão a emenda e, de acordo com o deputado Antônio Vaz, que é um dos porta-vozes na transparência de informações do coronavírus, a saúde será prioridade. “São cerca de R$ 900 mil que vou destinar para o enfrentamento do Covid-19. Vamos passar por essa guerra, sendo vencedores e para isso acontecer é preciso investir pesado”, afirmou Vaz.

No início da semana, o deputado se reuniu com os membros da Comissão de Calamidade Pública da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), para debater os números de vítimas da pandemia no MS. “Não vou deixar a população à mercê da sorte, estou de prontidão para ajudar o povo sul-mato-grossense a vencer esse mal”, declarou.

As cidades que receberão incentivo são: Campo Grande, Ponta Porã, Ladário, Paranaíba, Nioaque, São Gabriel, Dourados, Mundo Novo, Corumbá, Rochedo, Costa Rica, Maracaju, Anastácio, Água Clara, Miranda, Corguinho, Cassilândia, Batayporã e Nova Andradina.

O incentivo financeiro é necessário para a saúde, já que os casos aumentaram, conforme nova atualização do boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria Estadual de Saúde) nesta quinta-feira (26). Mato Grosso do Sul tem 25 casos confirmados do coronavírus e 53 suspeitos. No Brasil existem cerca de 2.915 casos confirmados da doença e cerca de 77 óbitos.

Prevenção ao coronavírus

A ciência já mostrou que para se prevenir da doença, a higiene é a principal aliada. Por isso, é preciso fazer uma boa higienização das mãos, usar com frequência álcool 70%. Os lares, onde as pessoas têm passado a maior parte do dia por causa do isolamento social, também precisam de cuidados e de limpeza diária. Uma dica é usar água sanitária durante a limpeza dos móveis.

O Ministério da Saúde também orienta aquelas pessoas que precisam sair de casa: mantenha uma distância de pelo menos um metro das demais pessoas; cheguem em casa, retire os sapatos na entrada, em seguida coloque as roupas para lavar e tome um banho imediato.

Sintoma da doença

Casos mais leves podem se parecer com gripe ou resfriado comum, dificultando a detecção. Já casos mais graves podem evoluir para pneumonia e síndrome respiratória aguda grave ou causar insuficiência renal. Os sintomas incluem febre alta, tosse, dificuldade para respirar e lesões pulmonares

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *