ARAÇATUBA: Morre mais uma vítima da COVID-19

O técnico de judô da seleção de Araçatuba, Marcelo Honda Kiwada, 45 anos, faleceu nesta terça-feira, 5, vítima da Covid-19. Ele estava internado na Santa Casa local desde o dia 21 de dezembro e teve que ser encaminhado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no Natal. Há dois dias, precisou ser intubado. Ele tinha comorbidades – diabetes e pressão alta – e vinha enfrentando uma depressão, após o falecimento da mãe, em dezembro, vítima de câncer.

Kiwada era um ícone do judô. Filho do também lendário técnico Koji Kiwada, o Kodão, iniciou no esporte ainda criança, tradição que veio de gerações. Atualmente, Marcelo Kiwada treinava os filhos Caio e Cauã. Ele era pai também de uma menina e deixa ainda a esposa, Ayumi Iokota Kiwada.

Além de técnico, Marcelo Kiwada conquistou diversos títulos de campeão no judô, desde brasileiros, passando por sul-americanos e pan-americanos até mundiais.

O secretário municipal de Esportes, Sérgio Tumelero, que vinha acompanhando o quadro de Kiwada, lamentou a morte do atleta. “O esporte perde muito, porque ele era um abnegado. Ele não só conquistou vários títulos como também alçou atletas no Brasil e no mundo”, afirmou, entre lágrimas.

O presidente da Associação Nipo-Brasileira de Araçatuba, Hideto Honda, que havia pedido orações pelo amigo nas redes sociais, também lamentou a morte de Kiwada. “Ele era um grande amigo, que tão bem orientava e ensinava a filosofia da arte marcial japonesa, deixando sua marasrca, sua alegria, sua amizade, tinha um coração enorme”, elogia Hideto Honda, presidente da Associação Nipo-Brasileira.

Não há informações sobre o velório e o sepultamento.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *