Wuhan, pode ter tido o triplo do número oficial de casos de Covid-19

Por Reuters

O número de pessoas infectadas com Covid-19 na cidade de Wuhan, na China – onde o coronavírus foi identificado pela primeira vez – pode ser o triplo do número oficial, aponta um estudo de pesquisadores chineses.

O artigo, publicado pelo período científico “PLOS Neglected Tropical Diseases” nesta quinta-feira (7), analisou amostras de sangue de mais de 60 mil pessoas saudáveis ​​em toda a China, entre março e maio de 2020.

A análise indicou que 1,68% das amostras de pessoas de Wuhan continha anticorpos para o Sars-CoV-2, o vírus causador da Covid-19, contra 0,59% na província de Hubei, onde se localiza Wuhan, e 0,38% no restante da China.

Com base na população de mais de 10 milhões de habitantes da cidade, os pesquisadores estimaram que até 168 mil tenham sido infectados com o coronavírus. O número oficial aponta 50.340 casos de hospitalização.

O estudo sugere que pelo menos dois terços do número total eram assintomáticos e que milhares de pessoas possam ter sido infectadas após a “eliminação” dos casos clínicos, levantando a possibilidade de o vírus permanecer na comunidade por um longo período sem causar internações.

Outra pesquisa, publicada pelo Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) em dezembro, apontou uma taxa de prevalência em Wuhan – isto é a porcentagem da população com anticorpos – ainda maior, de 4,43%. Assim, cerca de 500 mil pessoas na cidade podem ter sido infectadas.

Em Wuhan, epicentro do coronavírus, pessoas se reúnem para celebrar Ano Novo — Foto: Reuters

Em Wuhan, epicentro do coronavírus, pessoas se reúnem para celebrar Ano Novo — Foto: Reuters

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *