Rio e Maranhão cancelam eventos do Carnaval 2021

O prefeito Eduardo Paes (DEM) descartou nesta 5ª feira (21.jan.2021) a possibilidade da realização em julho do Carnaval no Rio de Janeiro. Segundo ele, a celebração exige uma preparação “impossível” de ser feita neste momento pelos órgãos públicos, agremiações e instituições ligadas ao samba.

“Algo impossível de se fazer nesse momento. Dessa forma, gostaria de informar que não teremos Carnaval no meio do ano em 2021”, disse por meio do Twitter.

Pelo calendário normal, o festa este ano estava prevista para ocorrer de 13 a 16 de fevereiro. No entanto, por causa da pandemia de coronavírus, os desfiles das escolas de samba do Rio e os blocos havia sido adiados para julho.

“Nunca escondi minha paixão pelo Carnaval e a visão clara que tenho da importância econômica dessa manifestação cultural para nossa cidade. No entanto, me parece sem qualquer sentido imaginar a essa altura que teremos condições de realizar o Carnaval em julho”, disse Paes.

© Fornecido por Poder360© Fornecido por Poder360

Segundo o prefeito, com todos vacinados, o carnaval deve voltar a acontecer em 2022. Paes informou ainda que pretende elaborar algum projeto, através da Riotur e Secretaria municipal de Cultura, para ajudar no sustento das pessoas que trabalham diretamente com o carnaval.

“Já determinei que a Riotur e a secretaria municipal de Cultura trabalhem na preparação de editais a fim de permitir que os fazedores dessa grande festa e celebração cultural tenham alguma forma de sustento ao longo de 2021”, afirmou.

© Fornecido por Poder360

Em nota, a Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) informou que manifesta “apoio e compreensão à referida decisão, tendo em vista o aumento geral dos casos de Covid-19 e o atual momento relacionado às incertezas quanto aos prazos de vacinação e imunização da nossa população”.

A Sebastiana (Associação de Blocos de Rua do Rio) afirmou que “recebe com alívio e apoia a decisão do prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes de cancelar definitivamente o carnaval de 2020”.

A associação disse ainda que a decisão do prefeito Eduardo Paes “vem ao encontro do posicionamento da Sebastiana anunciado anteriormente, que reitera a não realização dos desfiles dos seus blocos em 2021”.

CARNAVAL NO MARANHÃO

Nesta 5ª feira (21.jan.2021), o governo do Maranhão também anunciou o cancelamento da realização das festas oficiais de Carnaval em 2021. Segundo a Secma (Secretaria de Estado da Cultura), a decisão foi tomada em razão da falta de vacinação em massa contra a covid-19.

Na 3ª feira (19.jan.2021), o Ministério Público do Maranhão havia recomendado o cancelamento de festas e aglomerações durante o Carnaval.

A medida será publicada nessa 6ª feira (22.jan.2021), no Diário Oficial do Estado. De acordo com o governo, ainda não há previsão de uma nova data para a comemoração do Carnaval em 2021 no Maranhão.

Eis a íntegra da nota da Secma:

“A Secretaria de Estado da Cultura (Secma) informa que, em razão da falta de vacinação em massa contra a Covid-19, o Governo do Maranhão decidiu não realizar qualquer evento que gere grandes aglomerações, a exemplo do carnaval. Eventos desse porte só serão retomados pela gestão estadual quando houver segurança sanitária e liberação das autoridades de saúde competentes.

Também não há previsão de nova data para celebração do carnaval 2021. A definição de um novo calendário da festividade no Maranhão dependerá da liberação das autoridades em saúde pública.

A Secma esclarece ainda que continuará realizando ações em apoio aos profissionais da arte, assim como foi feito em 2020, quando foram lançados editais públicos com recursos estaduais e por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal n° 14.017/20), que beneficiou mais de 3.000 fazedores de cultura de todo o Maranhão.

A fiscalização de festas privadas de pré-carnaval que eventualmente descumpram o decreto estadual n° 36.203, de 30 de setembro de 2020 – norma que autoriza apenas eventos com no máximo 150 pessoas – cabe às prefeituras, à Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa) e à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).”

CARNAVAL EM SALVADOR

Em novembro, o então prefeito ACM Neto (DEM) anunciou a suspensão do Carnaval de Salvador, que ainda estava previsto para fevereiro deste ano. Por causa da pandemia de covid-19, a data ficou indefinida.

O Carnaval de Salvador é uma das maiores festas de participação popular do mundo. É realizado anualmente entre fevereiro e março.

À época, ACM Neto disse que a possibilidade de haver Carnaval na capital baiana estaria condicionada à existência de “uma vacina acessível à todos”.

O atual prefeito, Bruno Reis (DEM) reafirmou à época o posicionamento de ACM Neto. “Só teremos condições de fazer o carnaval, com condições sanitárias para isso”, disse.

Apesar da suspensão, artistas baianos planejam a realização de lives no YouTube durante os dias de feriado. Os cantores Léo Santana, Tony Salles e Xanddy farão um show online de carnaval, chamado “Encontro”. Será em 13 de fevereiro, às 21h.

 

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *