Covid: cidade paraguaia na fronteira com Brasil começa imunização com doses da vacina russa Sputnik V

Por Flávio Dias/G1MS e Martim Andrada/TV Morena

A cidade de Pedro Juan Caballero, vizinha a Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, começou a imunizar profissionais da saúde contra a Covid-19 na manhã dessa terça-feira (23). Segundo o hospital regional da cidade, um enfermeiro foi o primeiro a receber a dose da vacina russa Sputnik V.

Conforme a unidade de saúde, o enfermeiro Francisco Contrera, de 34 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada. Ele trabalha no Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do próprio hospital.

De acordo com a secretaria de saúde de Pedro Juan Caballero, a cidade recebeu 70 doses e cerca de 35 profissionais de saúde da UTI do pavilhão de contingencia do hospital receberão as duas doses do imunizante.

Na última semana o Paraguai recebeu o primeiro lote da vacina com 4 mil doses da russa Sputinik V.

A fronteira do Brasil com o Paraguai foi reaberta em outubro de 2020, após ficar quase sete meses fechada por causa da pandemia do novo coronavírus. A imunização do país vizinho é essencial para maior segurança sanitária na fronteira, que reflete na economia local.

Segundo o secretario adjunto de saúde de Ponta Porã, Antônio Frederico de Souza Moraes, os paraguaios com dupla nacionalidade, também chamado de brasiguaios, já chegaram a ocupar 30% dos leitos de UTI do hospital da cidade.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *