Fenômeno raro, ‘supercélula’ é registrada em município que sofreu com chuvas no interior de MS

Por João Pedro Godoy, G1MS

Uma “supercélula” foi registrada em Corguinho, a 100 quilômetros de Campo Grande, durante fortes chuvas na região. A imagem, realizada na última terça-feira (16), circulou as redes sociais e houve quem duvidasse da veracidade da foto, dizendo se tratar de uma montagem. Um laudo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), no entanto, ratificou que o registro é verdadeiro.

Segundo o laudo assinado pela mestra em Meteorologia, Franciane Rodrigues, o fenômeno é raro em Mato Grosso do Sul e se forma após uma instabilidade causada por fortes chuvas. No último dia 16, de acordo com Centro de Monitoramento do Tempo e Clima (CEMTEC), o volume de chuva foi de 60 mm, o que é classificado como chuva forte de acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

O laudo ainda aponta que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) classifica a “supercélula” como um tipo de tempestade caracterizada pela presença de uma corrente de ar girando no interior da nuvem, podendo ocasionar fortes ventos, chuva intensa com granizo, tornados mortais, enchentes e descargas elétricas.

MUNICÍPIO SOFREU COM CHUVAS

Cidade com cerca de 6 mil habitantes, Corguinho sofreu com as fortes chuvas na última semana. No dia 17, após pontes caírem depois das enxurradas, 250 pessoas ficaram isoladas no município. Cenas de desespero também foram registradas, como no caso da criança que foi resgatada com o auxílio de uma corda após a casa dela ficar coberta de água com as chuvas.

Já no dia 18 de fevereiro, Corguinho decretou situação de emergência. As equipes da Defesa Civil ainda trabalham para que a situação no município seja normalizada.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *