Há 26 anos, ex-militar é guia de mergulho para belezas subaquáticas de Bonito

Flutuações que mostram a diversidade das águas de MS em documentários nacionais e internacionais são guiadas por João Nascimento, que também ensina a técnica em Campo Grande

Bonito é uma das maiores e mais fascinantes belezas de Mato Grosso do Sul. Conhecida internacionalmente pelas águas cristalinas, a região é um centro de ecoturismo cercado pelo translúcido Rio da Prata repleto de peixes. Um dos profissionais de mergulho mais experientes da região há 35 anos, João Nascimento é o principal instrutor nas expedições locais e até para gravações de documentários internacionais.

O acompanhamento aos pesquisadores e equipes de TV nacionais e internacionais ocorre justamente nos locais mais fascinantes da região, como o Abismo Anhumas e a Lagoa Misteriosa. Apreciados mundialmente, oferecem uma experiência surreal e exigem maior conhecimento e treinamento no mergulho, que não é tão simples quanto parece.

De hobby à profissão

Para se tornar um especialista nos mergulhos guiados, o mineiro-carioca mas com coração campo-grandense João Nascimento começou a experiência subaquática há 35 anos, em 1986, quando tinha apenas 20 anos. O mergulho com cilindro teve início pela Confederação Mundial das Atividades Subaquáticas no meio militar do Rio de Janeiro.

Após cursar Biologia, o mergulhador se aperfeiçoou em biodiversidade marinha e se pós-graduou em Biologia Marinha na USP e em 1997 se tornou instrutor internacional. Em 2000, criou o Projeto Integrar Turismo e Educação em Angra do Reis com estudantes de escolas e universidades. Mas o Mato Grosso do Sul o conquistou em 1995, e em 2003 fundou a empresa de mergulho Dive, em Bonito.

Há 26 anos, ex-militar é guia de mergulho para belezas subaquáticas de Bonito
Aulas são ministradas em piscinas e rios antes de experiência completa (Reprodução, Arquivo Pessoal)

“Durante minha permanência em Bonito, atendi públicos diversos, incluindo pesquisadores e equipes de TV nacionais e internacionais em expedições subaquáticas por Bonito e pelo Pantanal. Quando ocorreu o fechamento das cavernas de mergulho pelo IBAMA em 2011, encerrei as atividades da Dive e a remontei em Cabo Frio – RJ. Mas a saudade bateu e retornei a Campo Grande e há 03 anos reiniciei as atividades aqui e expedições a Bonito”, explica o mergulhador.

Nascimento também relata como o mergulho foi de um hobby para uma profissão. Em 2001, um acidente de moto o fez perder os movimentos no cotovelo direito. O então militar, chegou a ser transferido pelo exército para o Amazonas, mas a gravidade do acidente o impedia de realizar movimentos básicos. Decidiu deixar a vida militar e focou no mergulho.

Há 26 anos, ex-militar é guia das belezas subaquáticas de Bonito
Nascimento, ao centro, começou a mergulhar há 35 anos e é principal profissional em Bonito para passeios (Divulgação, Arquivo Pessoal)

“É um grande marco na minha vida. Mergulhar era um hobby, uma paixão por ser biólogo marinho. Mas depois do acidente, me senti desconfortável no Exército e hoje ainda tenho pequenas restrições no braço. Na época era 90% de restrição, hoje tenho 80-90% de flexibilidade mas o mergulho, com adaptações, não tinha impedimentos e a partir dali só quis saber de mergulho”, conta.

Mergulho guiado e benefícios

O mergulhador relata que Discover Scuba Diving, feito em Bonito, possui grau de dificuldade baixíssimo. Não é necessário saber nadar ou já ter mergulhado para realizá-lo. A profundidade máxima em Bonito é de 06 metros e o condutor acompanha o turista o tempo todo. A única restrição é em relação às gestantes, que não podem mergulhar devido à pressão exercida sobre o corpo, e à idade mínima de 10 anos.

“Porém, existem diversas modalidades de mergulho com grau de dificuldade maior e que exigem Cursos, como por exemplo, o mergulho a uma profundidade maior de 30 metros e que possibilita conhecer as maravilhas do Abismo Anhumas e Lagos Misteriosa e o mergulho em Cavernas, que deve ser retomado em Bonito, em breve”, conta Nascimento ao Jornal Midiamax.

Há 26 anos, ex-militar é guia de mergulho para belezas subaquáticas de Bonito
(Reprodução, Arquivo Pessoal)

Para tornar mais popular e profissionalizar mergulhadores locais, Nascimento mantém há 3 anos em Campo Grande a escola de mergulho Dive Brasil. Onde é feita uma adaptação com equipamento e treinamento para que a experiência seja confortável.

Para mais informações, basta acessar a página oficial da Dive Brasil ou através das redes sociais no Facebook ou Instagram. A escola também atende presencialmente na R. Berilo, 68, em Campo Grande, e na Rua General Osório, 860, em Bonito ou pelo telefone (67) 99101-8263.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *