Pelo terceiro dia, motoristas de aplicativo protestam abastecendo R$0,50 em Campo Grande

Objetivo é reunir Notas Fiscais e levar para a Governadoria de MS

Motoristas de aplicativo continuam protestando contra os recentes reajustes da Petrobras quanto o aumento do ICMS por parte do governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Condutores abasteceram novamente R$ 0,50 e pediram Nota Fiscal, nesta quarta-feira (3), no Posto de Gasolina localizado na Afonso Pena com 13 de Maio, em Campo Grande.

Segundo os trabalhadores de mobilidade urbana, a mobilização pretende seguir até quinta-feira (4), em vários postos de combustíveis da cidade, abastecendo os centavos e ajuntando os comprovantes de compra para levar a Governadoria do Estado. Ainda de acordo com a categoria, no dia 17 deve acontecer novo manifesto, mas não revelaram detalhes para evitar represálias.

Umas das pessoas que vive com renda extra das corridas é Karla Janaina de Miranda. Ela conta que com o preço alto na gasolina, teve que procurar outros meios para continuar pagando as contas do mês.  “Vamos continuar na luta”, disse.

Segundo a organização, em dois dias, cerca de 450 pessoas já participaram do movimento. Um novo posto de combustível deve ser escolhido para manter as reinvindicações, no Centro da cidade.

Pelo terceiro dia, motoristas de aplicativo protestam abastecendo Ralt=
Motoristas continuam abastecendo R$ 0,50. (Foto: Marcos Ermínio, Midiamax)

Após a Petrobras anunciar mais um reajuste no preço da gasolina e do diesel vendidos às refinarias, os postos de combustível irão avaliar os impactos no preço repassados nas bombas em Mato Grosso do Sul. Atualmente o litro da gasolina pode ser encontrado por até R$ 5,69 no Estado.

Conforme o Sinpetro-MS (Sindicato dos Empregados de Postos de Combustíveis e Derivados do Petróleo) ainda não é possível mensurar os impactos que esse novo aumento às refinarias refletirá nas bombas do estado. “Como o mercado é de livre concorrência, cada revendedor tem seus custos diferentes de cada concorrente”, disse o sindicato.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *