Bandido encontrado em cima de telhado de casa foi morto com tiro nas costas

A dona de casa Ana Cláudia de 48 anos moradora do bairro Vila Fernanda, em Campo Grande onde o corpo de um ladrão foi encontrado na manhã desta quarta-feira (24) agradeceu por não estar na residência no momento em que o bandido invadiu a casa. O ladrão foi morto comum tiro nas costas.

O suposto ladrão ainda não foi identificado, já que estava sem documentos. Ele foi morto com um tiro nas costas, que atravessou o corpo. De acordo com o delegado plantonista Rafael Kenji, existem muitas versões “várias pessoas deram versões, mas ninguém confirmou se outros autores foram vistos na casa”, disse o delgado que confirmou uma tentativa de furto que não deu certo. O caso será encaminhado para a 6º Delegacia de Polícia Civil,

A dona da residência contou ao Jornal Midiamax que fazia uma semana que não estava dormindo na residência devido à falta de energia na casa e estava na residência de sua filha, que fica próximo. Sendo que no início da manhã desta quarta (24) vizinhos avisaram que ouviram barulhos e viram quando invadiram o local.

A filha de Ana foi até a casa e a encontrou arrombada e revirada, sendo que do imóvel foi levado televisão, roupas, e outros objetos. Com medo, a jovem voltou e acionou a polícia que ao fazer uma varredura na casa encontrou uma poça de sangue em um corredor e percebeu que o corpo de um homem estava em cima do telhado.

Segundo os vizinhos foram vistos três pessoas entrando na casa. A moradora disse, “ Graças a Deus não estava em casa, não sei o que poderia ter acontecido”. A polícia militar em conjunto com equipes do GOI faz uma varredura na região para tentar localizar os outros possíveis ladrões. Ainda não se sabe como o bandido morreu. Alguns vizinhos ainda contaram que o suposto ladrão seria um catador de recicláveis conhecido na região como Carlos, informação que não foi confirmada pela polícia.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *