Mulher é presa por dirigir bêbada, xingar e dar tapa na cara de PM: vagabunda

Após dar um tapa no rosto de uma soldada da Polícia Militar, a suspeita T.F.S.D, de 39 anos, ainda gritou “sua vagabunda, lésbica e vaca”, após ser impedida de dirigir bêbada pelas ruas de Cuiabá, no final da tarde de quinta (25), com duas crianças dentro do veículo.

De acordo com as informações, por volta das 18h30, a PM foi acionada por uma pessoa que estava em um restaurante na avenida Mato Grosso. Segundo a testemunha, a mulher estava desde o meio dia no local consumindo bebida alcoólica e foi embora com duas crianças dirigindo.

PM conseguiu abordá-la em trânsito, com sinais visíveis de embriaguez, como forte odor, falas desconexas e agressividade. Ela se negou a sair do veículo e tentou ligá-lo várias vezes.

Quando uma soldado tentou tirar a chave da ignição, ela levou um tapa na cara da suspeita. Em seguida, começou xingar a militar de vagabunda, vaca e com termos homofóbicos. Além disso, atacou o resto da equipe dizendo “seus policiais filhos da puta e vagabundos”. Foram necessários 7 policiais para conter a suspeita.

Ela foi colocada na viatura, mas se recusou a fazer o teste do bafômetro. Pai das crianças foi chamado e elas foram entregues ao homem. Dentro da viatura, ela ficava se debatendo.

Ela foi autuada na central de Flagrantes por dirigir bêbada, ameaça desacato, injúria e resistência.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *