Polícia Militar Ambiental interrompe rodeio clandestino

A Polícia Ambiental flagrou um rodeio clandestino na madrugada deste sábado (1), na Chácara Balbino, em Cedral. Participavam da festa irregular cerca de 120 pessoas entre elas, locutor, organizadores e peões. A ação contou com o apoio de técnicos da Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado e agentes da Vigilância Sanitária do município. O local tinha estrutura com bretes para os animais e equipamento de som e iluminação.

De acordo com a Polícia Ambiental, três homens foram identificados como os responsáveis pela festa clandestina, sendo um o dono da chácara e os outros dois proprietários de companhias de rodeios, que forneceram os 18 animais. Eles confessaram aos agentes que não possuíam autorização para realizar o evento.

 

O dono da chácara foi autuado pelos órgãos fiscalizadores. A Vigilância Sanitária aplicou multa no valor de R$ 60 mil por realizar evento sem licença e por promover aglomeração. A CDA autuou o proprietário em R$ 75 mil pelo confinamento do gado sem a vacinação contra febre aftosa.

Os técnicos da Coordenadoria também aplicaram multas aos dois proprietários de companhias de rodeio pelo transporte do gado sem a Guia de Transporte Animal (GTA) e por não apresentarem a declaração de vacinação contra a febre aftosa. Cada um deles foi multado em R$ 4,3 mil.

Ainda de acordo com a Polícia Ambiental, os animais não apresentavam sinais visíveis de maus tratos. Todos foram recolhidos para serem vacinados contra a aftosa, conforme determinação dos agentes da CDA.

Em nota, a Prefeitura de Cedral confirmou que o evento não tinha autorização. O município informou que o Departamento de Fiscalização esteve no local, juntamente com a Polícia Militar, e cancelou o evento. A nota garante que todas as medidas administrativas serão tomadas.

Por Melissa Cerozzi – DL News

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *