Após ‘dar cantadas’ e vigiar jovem por 2 anos, rapaz é detido pelo crime de stalking: ‘Não queria fazer mal a ela’

Delegado de MS diz que suspeito confessou o crime, dizendo que “não queria fazer mal para a vítima, apenas conhecê-la melhor”. Ele foi indiciado por 3 crimes, já que desacatou policiais e resistiu à prisão.

Uma jovem de 23 anos, dois anos após levar insistentes cantadas de um rapaz de 19 anos, o qual, segundo a polícia, ela nunca teve relacionamento e a vigiava tanto na frente de casa quanto no trabalho, além de dizer que queria namorar com ela, foi detido em Ribas do Rio Pardo, a 84 km de Campo Grande, nesta quarta-feira (19).

Ao G1 o delegado Bruno Santacatharina, responsável pelas investigações, disse que o suspeito confessou o crime e falou, em depoimento na delegacia, que não “queria fazer mal a ela, apenas conhecê-la melhor”.

“A conduta dele parece não ser normal. Já a vítima, que registrou boletins de ocorrência anteriores contra ele, falou que nunca teve nada com ela e ele ficava na frente da casa dela, dizendo que queria ficar com ela. Depois, também ia ao trabalho dela, falando que queria namorar e também a vigiava para ver se ela estava se relacionamento com alguém”, comentou o delegado.

Durante a tarde do dia anterior, quando ele novamente estava na frente do trabalho dela, a mulher ligou para a Polícia Civil. Os policiais estiveram no local e ele tinha acabado de fugir. Houve buscas e o suspeito foi localizado após algumas quadras.

Ainda conforme o delegado, o suspeito se assustou ao ver a viatura no bairro São João. No entanto, ele foi perseguido e detido após três quadras. Na ocasião, os investigadores disseram que ele desacatou e também tentou agredir a equipe plantonista.

O jovem foi indiciado pelo crime de stalking, com pena que varia de 6 meses a 2 anos de prisão, além de resistência e desacato. Em seguida, foi liberado e vai responder ao inquérito em liberdade.

Conforme a polícia, o rapaz tem antecedentes criminais pelo porte de drogas e também crime de violência doméstica, praticado contra a mãe dele.

Homem foi detido e indiciado por 3 crimes — Foto: Polícia Civil/Divulgação

G1MS

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *