Idoso perde R$ 22 mil e delegado volta a alertar para “golpe da novinha”

Depois da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) emitir alerta para golpe há quatro dias, mais duas denúncias chegaram à unidade. Nesta terça-feira (6), idoso de 70 anos revelou a policiais que perdeu R$ 22 mil para estelionatários, mas só desconfiou que se tratava de golpe porque continuava sendo chantageado. Ele não havia visto o aviso.

De acordo com o delegado Reginaldo Salomão, que toca as investigações a cargo da Derf, os golpistas são presidiários de Mato Grosso do Sul. Eles criam perfis fakes nas redes sociais com fotos de “novinhas”, adicionam as vítimas e começam a trocar mensagens.

Em determinado momento, elas enviam ou trocam fotos nuas com os alvos. Depois, informam ser adolescentes. É aí que estes homens começam a receber mensagens via WhatsApp exigindo dinheiro.

Os contatos se apresentam como pais das jovens e pedem valores para não escancarar as mensagens trocadas com as “filhas” adolescentes, dizendo nas redes sociais que a vítima é pedófilo. Há ainda uma segunda modalidade. O golpista se apresenta como policial e exige propina para não instaurar inquérito e pedir a prisão do homem.

O idoso perdeu dinheiro e sofreu outras tentativas de extorsão. “Primeiro ligou o pai, pois a filha ‘havia morrido’. Depois, o delegado, exigindo dinheiro ‘para o enterro’”, detalha Salomão.

Segundo titular da Derf pelo menos 40 homens já procuraram a polícia após serem chantageados. “São homens com mais 50 anos que tentam se envolver com meninas de 18 anos”.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *