Mais de 35 mil doses serão redistribuídas e municípios vacinaram 90% da população, diz SES

Após uma semana, os 13 municípios na fronteira de Mato Grosso do Sul encerraram a campanha de vacinação em massa. A SES (Secretaria de Estado de Saúe) estima que todos os municípios conseguiram atingir a meta de 90% da população vacinada. Com isso, de 35 mil a 40 mil doses foram devolvidas e serão redistribuídas aos 66 municípios restantes no Estado.

Durante a live da SES nesta manhã, o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, comentou que as cidades de fronteira conseguiram cumprir com o objetivo da pesquisa. “O objetivo já foi alcançado, mas vamos dar mais alguns dias para consolidar o processo de imunização. Todos conseguiram vacinar mais do que 90% da população-alvo”, disse.

 
 

Geraldo Resende explica que os municípios haviam recebido um quantitativo maior de doses do que o necessário para vacinar a população acima dos 18 anos. Por isso, as equipes estão fazendo um levantamento para anunciar até o fim da tarde a quantidade de doses remanescentes. As vacinas serão redistribuídas na manhã de sábado (10).

Os 13 municípios da fronteira receberam ao todo 165,5 mil doses da vacina Janssen, de aplicação única. Os cidadãos que ainda não se vacinaram e procurarem pela vacina, conseguem encontrar doses, mas boa parte do quantitativo já foi devolvido ao Estado. O estudo realizado na fronteira já previa que sobrariam doses nos municípios.

Corumbá aplicou 24,4 mil doses
A maior cidade na fronteira de Mato Grosso do Sul conseguiu aplicar 24,4 mil doses da vacina da Janssen com o estudo. De acordo com o vacinômetro de Corumbá, foram devolvidas ao todo 15 mil doses de vacina.

A cidade ainda ficou com uma reserva para vacinar aqueles que perderam a oportunidade. “O município ficou com algumas doses que serão aplicadas em quem não compareceu. Para quem tomou vacina da gripe e não podia tomar de covid, pessoas que estavam internadas, quem iria fazer aniversário. Ficamos com o remanescente, mas doses foram devolvidas e encaminhadas ao Estado”, explana a Prefeitura de Corumbá.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *