Audiência debate qualidade de aparelhos usados por diabéticos para medir glicose

Uma pessoa mede a glicose com um aparelho portátil
Marcello Casal Jr/Agência BrasilFonte: Agência Câmara de Notícias

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara dos Deputados discute nesta quarta-feira (8) a qualidade dos glicosímetros usados no País. Esses aparelhos medem a glicemia para controlar a diabetes.

“Desde 2016, as associações de diabetes têm conversado com a Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] sobre a imprecisão dos glicosímetros”, afirma o deputado Zacharias Calil (União-GO), que pediu a realização do debate.

 

A agência é responsável pela regulamentação dos produtos de saúde no Brasil.

Em 2018, a Anvisa editou a Instrução Normativa 24 com critérios de desempenho de instrumentos de autoteste para glicose. “Mas, para as 24 associações de diabetes, integradas pela Coalizão Vozes do Advocacy, o problema ainda não foi totalmente resolvido”, afirma Calil. As instituições pedem que a Anvisa faça testes nos glicosímetros que recebem reclamações constantes.

Zacharias Calil, que é médico, explica que a imprecisão do aparelhos pode causar complicações em diabéticos, “desde episódios de hiperglicemia e hipoglicemia, como também podem levar à morte”.

A Federação Internacional de Diabetes estima que mais de 16 milhões de adultos são afetados pela doença no Brasil.

A audiência será realizada no plenário 12, a partir das 15 horas.

Audiência debate qualidade de aparelhos usados por diabéticos para medir glicose
Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *