Motociclista cai e passa cerca de 6 horas dentro de cratera aberta pela chuva

Motociclista cai e passa cerca de 6 horas dentro de cratera aberta pela chuva em Potirendaba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Motociclista cai e passa cerca de 6 horas dentro de cratera aberta pela chuva em Potirendaba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Um motociclista de 39 anos caiu e passou cerca de seis horas dentro de uma cratera de aproximadamente cinco metros de profundidade aberta pela chuva em Potirendaba (SP). O acidente ocorreu no sábado (30), por volta das 21h, e o homem foi retirado às 3h de domingo (31).

 

Cratera aberta pela chuva em Potirendaba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Cratera aberta pela chuva em Potirendaba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Segundo apurado pela TV TEM, depois de ser resgatada, a vítima foi encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base (HB) de São José do Rio Preto (SP), onde passou por cirurgia nesta segunda-feira (1º).

Conforme a prima da vítima informou à TV TEM, o motociclista quebrou parte da coluna e perfurou os pulmões. A cratera foi formada na Rua Catarina Pastorelli, no dia 9 de março, com uma forte chuva que atingiu o município (relembre os danos abaixo).

Cratera foi interditada pela prefeitura de Potirendaba (SP) — Foto: Rodrigo Carraro/TV TEM

Cratera foi interditada pela prefeitura de Potirendaba (SP) — Foto: Rodrigo Carraro/TV TEM

A prima ainda disse que o motociclista não viu o buraco, mas afirmou que o local estava sinalizado. Em nota, a Prefeitura de Potirendaba informou que o local está interditado desde o dia em que a cratera se abriu, devido às fortes chuvas.

 

A obra de reparo, ainda segundo a nota da prefeitura, será realizada com recursos do Governo do Estado.

 

Forte chuva

 

Chuva forte provocou cratera em Potirendaba (SP) — Foto: Prefeitura de Potirendaba/Divulgação

Chuva forte provocou cratera em Potirendaba (SP) — Foto: Prefeitura de Potirendaba/Divulgação

Na ocasião, além da cratera, a chuva provocou a inundação de um hospital, interdição de casas, queda de muro e deixou duas pessoas feridas. A Represa Municipal transbordou durante a chuva forte, que também provocou o alagamento do bairro Alta Floresta e atingiu aproximadamente 14 casas.

Segundo a Defesa Civil do estado, duas casas precisaram ser interditadas após um deslizamento de terra atingir uma obra no Jardim Veneziano. As famílias foram levadas para casa de familiares. Outra casa, no bairro Amadeu Malvezzi, ficou alagada após um muro de um condomínio vizinho cair.

Ainda de acordo com o órgão, duas pessoas tiveram ferimentos leves após ficarem presas dentro de um veículo que foi arrastado pela enxurrada.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *