Mulher é presa por dano em propriedade pública em Paranaíba

Uma guarnição policial militar fora acionada a comparecer em um endereço para atendimento de uma chamada de dano. Chegando ao local depararam-se com a autora sentada no canteiro central com um corte na mão direita e a solicitante relatou que a autora chegou ao Cras Maria Felix da Silva e em dado momento esta ficou agressiva e desferiu um soco na porta de vidro, danificando o vidro.

Que foi relatado que esta não é a primeira vez que a autor comparece no Cras e causa esse tipo de dano, pois em outra data também veio a danificar outro vidro da mesma porta.

Devido ao corte em sua mão foi acionada o apoio de uma guarnição do corpo de Bombeiro para realizar um pré-atendimento e enquanto aguardavam a guarnição, autora exaltou-se com outro senhor que estava presente e se levantou e partiu em sua direção, quando para evitar uma agressão foi utilizado o meio menos que letal (spray de pimenta) para conte-la, sendo que esta foi contida e encaminhada até a calçada para aguardar o atendimento, visto que a autora estava com um sangramento na mão e a guarnição foi informada que a autora é portadora do Vírus HIV.

Com a chegada da guarnição do Corpo de Bombeiro, foi prestado o atendimento no local e logo após a autora tentou empreender fuga, porem foi contida. Diante do fato a solicitante pede providencias, onde foi realizada a descontaminação dos olhos da autora no local e depois ela foi encaminhada até a Delegacia de Polícia Civil para as devidas providências cabíveis.

Compartilhe essa notícia com seus amigos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *